terça-feira, 3 de julho de 2012

Aristóteles: a metafísica


Desde o momento em que a razão se separou do pensamento mítico, os filósofos gregos criaram conceitos para instrumentalizá-la no esforço de compreensão do real. Entre as diversas contribuições destaca-se a de Aristóteles, pela elaboração dos princípios da lógica e dos conceitos que explicassem o ser em geral, área da filosofia hoje reconhecemos como metafísica de Aristóteles, ele próprio usava a denominação filosofia primeira.
A teoria do conhecimento:
A teoria do conhecimento aristotélica é exposta nas obras Metafísica e Sobre a alma. Nesta última, ao explicar a relação corpo (matéria) e alma (forma), Aristóteles define alma como a forma, o ato, a perfeição de um corpo. Também usa os conceitos metafísicos para distinguir o conhecimento sensível do racional e demonstrar como eles dependem um do outro.
Os sentidos são a primeira fonte de conhecimento: sob esse aspecto, Aristóteles critica a teoria da reminiscência platônica. Para ele, a origem das ideias é explicada pela abstração, pela qual o intelecto, partindo das imagens sensíveis das coisas particulares, elabora os conceitos universais. Os primeiros princípios da ciência são estabelecidos por percepção ou por indução, que conduz ao universal pela revisão de exemplos particulares. Depois, por dedução, são extraída conclusão por um processo de raciocínio que progride do universal para o particular.
Pela sua teoria do conhecimento, Aristóteles pretende chegar á verdade, que para ele consiste na adequação do conceito à coisa real.
A filosofia primeira não é primeira na ordem do conhecer – já que partimos do conhecimento sensível -, mas a que busca as causas mais universais, é, portanto, as mais distantes dos sentidos. Trata-se da parte nuclear da filosofia, na qual se estuda “o ser enquanto ser”, isto é, o ser independentemente de suas determinações particulares.
É a metafísica que fornece a todas as outras ciências o fundamento comum, o objeto que ela investigam e os princípios dos quais dependem. Ou seja, todas as ciências referem-se continuamente ao ser e a diversos conceitos ligados diretamente a ele, como identidade, oposição, diferença, necessidade, possibilidade, realidade, etc. no entanto, cabe à metafísica examinar esses conceitos, ao refletir sobre o ser e suas propriedades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário